Tom Ford

HOMEM SOCIAL – Parte I. Sapatos Sociais

Hoje vou começar a falar um pouco aos homens que querem ficar elegante e causar uma boa impressão seja numa balada, num coquetel, num casamento, reunião social ou até em uma entrevista de emprego. 

Tom Ford - estilista Gucci
Tom Ford – estilista Gucci

Nesse artigo HOMEM SOCIAL, vou abranger vários aspectos do vestuário masculino mas meu foco será mais voltado para o look social como por exemplo como  e quando usar gravata, tipos de terno, tipos de camisa e tipos de sapatos. Nessa primeira parte começarei pelos pés pois tenho visto que é a parte que os homens tem mais dificuldade. Então vamos lá?!?!?!?

SAPATOS

conheça-os-tipos-de-sapatos-masculinos-e-como-usar-cada-um-deles
Quando e como usar??? Aqui tem a resposta!

Há um ditado que diz: “Se conhece um homem pelo sapato”. Mas será mesmo??? Bom, talvez sim, talvez não mas é fato que um sapato pode dar uma boa ou má impressão mesmo que aquilo não seja o que a pessoa realmente é e as mulheres olham para os sapatos que um homem está usando. Assim como no universo feminino, no masculino há uma variedade de estilos mas por falta de conhecimento os homens acabam comprando um sapato só e usam esse pra tudo. Pra facilitar, vou explicar brevemente como são e como usar.

Oxford:

Ele é o mais clássico, o mais elegante e o mais sofisticado de todos os sapatos masculinos. O sistema de cadarço é para se usar fechado, salto baixo, tornozelo exposto.

Conta-se que surgiu na Escócia e Irlanda, mas é chamado de Oxford por  ter sido adotado pelos alunos da Universidade de Oxford no ano de 1640 quando se popularizou. Ele é conhecido como Balmoral na Escócia, como Bal-type nos Estados Unidos e como Richelieu na França.

A sua principal característica é que a aparente aba com furos  para os cadarços, são feitas em uma peça que vem desde a sola do sapato. Os outros sapatos possuem uma aba costurada no meio do sapato. Outro detalhe que o Oxford possui é a biqueira de couro (cap toe). E possui um bico levemente arredondado e tem uma costura no bico e no entorno do sapato. É o único sapato para ser usado com terno e Smoking, em reuniões sociais elegantes, ocasiões solenes e casamentos. Se ele for marrom em couro ou em camurça ele pode acompanhar produções menos formais e durante o dia, como as que incluam o terno e a gravata, por exemplo.

Os quatro tipos de Oxford
Tipos de sapato Oxford
 Cap Toe outro tipo do Oxford
Oxford Cap Toe
Oxford Wingtip
Oxford Wingtip
O Plain Toe é um dos tipos de Oxford
Oxford Plain Toe
Whole Cut outro tipo de Oxford
Oxford Whole Cut

Monk Strap

O sapato Monk Strap é derivado dos calçados usados pelos monges (daí o nome) no século XV. É um sapato formal, ficando em segundo lugar.É fácil reconhecê-lo devido a falta de cadarços tendo como característica uma ou duas alças acompanhadas por fivelas metálicas colocadas na lateral, junto ao peito do pé. Podem ser usados com ternos com ou sem gravatas, para casamentos onde será apenas um convidado. Pode ser usado para trabalhar e dependendo do trabalho a versão em camurça poderá ser a melhor escolha sem dizer que vai muito bem com looks que vai calça de alfaiataria e camisa social e também jeans.

Double Monk Straps
Double Monk Straps (duas fivelas)
sapato Monk Strap de uma fivela
Monk Strap de uma fivela
Sapato Monk Strap
Tipos de sapato Monk Strap

Derby

O Derby surgiu no século XIX, é derivado do Oxford mas a  sua principal diferença é que a parte dos furos para o cadarço está situada em abas laterais costuradas sobre o corpo do sapato, alguns modelos possuem um bico mais quadrado e sem a divisória na ponta.

Originalmente era chamado de Blucher, graças ao general Gebhard Blücher, que derrotou Napoleão na Batalha de Waterloo, pois ele usava botas com abas costuradas por cima do cabedal do calçado.

Apesar de ser um sapato formal, ele fica em terceiro lugar no nosso rank. Pode ser usado em casamentos e outros eventos sociais, também com jeans e em entrevista de emprego visto que não é pomposo. Atenção ao usá-lo com terno pois alguns tipos de Derby não são apropriados para esse tipo de roupa. A versão em camurça só pode ser usada em situações não formais como balada, passeio, churrascos, etc.

Sapato Derby
Tipos de sapato Derby
Derby de camurça
Derby de camurça com bico longo
Derby de camurça
Derby de camurça bico arredondado
Derby de camurça
Derby de camurça bico arredondado
Derby do Bico arredondado
Derby do bico levemente arredondado (elegante)
Derby do bico longo em couro marrom
Derby do bico longo
Derby marrom arredondado
Derby marrom arredondado
Sapato Derby
Sapato Derby bico quadrado (pode não ser adequado com ternos)
Oxford versus Derby
Diferença entre o Oxford e o Derby
Diferenças entre o sapato Oxford e o Derby
Diferenças entre o sapato Oxford e o Derby

Brogue

O sapato Brogue é uma derivação do Oxford, criado por escoceses e irlandeses para ser usado por trabalhadores e caçadores. Brogue significa “Sotaque Irlandês” e também se  refere ao desenho perfurado desse tipo de  sapato. Esse desenho perfurado originalmente foi feito para drenar a água dos sapatos e também para fazer os pés respirarem e com o passar do tempo virou “decoração”. O bico pode ser comprido e fino ou arredondado. Dependendo do modelo pode ser usado com traje social e até terno mas deve-se estar atento para não usar o Brogue errado pois tem os que são totalmente esporte como os de camurça.

Os quatro tipos de Brogue
Os quatro tipos de Brogue
Brogue de bico lonfo
Brogue do bico longo – pode ser usado com social mas não com todo tipo de terno.
Brogue de couro marrom
Brogue de couro marrom – pode ser usado com social e esporte fino
Brogue de couro marrom e bico arredondado
Brogue de couro marrom e bico arredondado – combina com social mas não com o tipo muito formal, òtimo para look esporte fino
Brogue Bicolor pode ser usado com social e esporte fino
Brogue Bicolor pode ser usado com social e esporte fino
Brogue em camurça
Brogue em camurça cor Navy – esportivo

Mocassins

O mocassim, inicialmente  foi criado pelos índios norte-americanos. Na década de 1930, foi desenvolvido pela família americana Spaulding, de New Hampshire. Por ser um calçado extremamente confortável foi adaptado e melhorado para que pudesse ser usado socialmente em eventos não formais. Existe três tipos de Mocassim: Mocassim Loafer, Mocassim Driver, Mocassim Náutico ou Docksider. Vamos ver qual a diferença entre eles.

Mocassim Loafer

O Mocassim Loafer é uma versão mais modernizada e sofisticada do mocassim que teve seu auge na década de 50 quando foi adotada por jovens universitários nos EUA. Sem cadarço ou fivela, trás, na maioria dos casos, uma faixa de couro na parte superior do peito do pé, algumas vezes adornada por uma placa de metal  ou mesmo uma fivela. É bem casual, costumeiramente usado com jeans e calças chino combinadas com camisa ou pólo, com bermudas e calça jeans e skinny e nesses dois ultimos casos devem ser usados sem meias.  Não é um sapato apropriado para festa de gala ou evento formal como é o caso do Oxford.

Mocassim Loafer
Mocassim Loafer da marca italiana Salvatore Ferragamo
Mocassim Loafer
Mocassim Loafer em couro
Mocassim Loafer
Mocassim Loafer em couro de crocodilo
Mocassim Loafer
Mocassim Loafer

Mocassim Driver

O Mocassim Driver é o mocassim que foi modificado para um propósito específico: este calçado tem a sola em gomos que dão aderência e conforto na hora de dirigir, daí o nome que lhe foi dado.

Mocassim Driver
Mocassim Driver
Mocassim Driver
Mocassim Driver
Mocassim Driver
Mocassim Driver

Mocassim Dockside ou Náutico

O Mocassim Dockside é uma variação do náutico que ganhou as ruas nos anos 80, uma característica é o solado de borracha feito para ser usado dentro dos navios afim de não danificar o piso dos barcos e para não escorregar. Tem também um cadarço, geralmente em couro, que passa por ilhoses nas laterais do sapato, de um lado até o outro. Mais é um modelo extremamente casual que pede roupas leves e não deve ser usado com meias. Ambos podem  ser usados com roupas mais esportivas, como calças jeans, de algodão e bermudas. Tudo bem descontraído e informal! Combine com camisas pólo e camisas de manga curta.

Mocassim Docksider
Mocassim Docksider estilo urbano
Mocassim Docksider
Mocassim Docksider estilo Náutico

Side Gore

O Side Gore é uma adaptação do Mocassim Loafer, mas não é um mocassim. Faz muito sucesso por possuir duas tiras de elástico em suas laterais que facilita o seu uso. Mas embora muitos confundam, ele não é um sapato social formal.

Há várias versões deste modelo, desde os mais urbanos até as versões de cano médio para o estilo country (em que o elástico é coberto por uma espécie de fole de couro filetado). Dependendo do modelo, como os de couro preto ou marrom, sem adornos e de bico alongado, os “side gore” podem ser usados tanto com calça e blazer sem gravata e também com produções com calça jeans e blazer e afins.

Sapato Side Gore estilo esporte fino
Sapato Side Gore estilo esporte fino
Sapato Side Gore estilo social
Sapato Side Gore estilo social
Sapato Side Gore estilo Country
Sapato Side Gore estilo Country
Sapato Side Gore estilo social
Sapato Side Gore estilo social

lucius-leather-men-s-slip-on-oxford-loafers-dress-shoes-side-gore-lizard-emboss-embossing-black-coffee_6140858

Sapato Side Gore estilo social
Sapato Side Gore estilo social
Sapato Side Gore estilo butina
Sapato Side Gore estilo butina
Sapato Side Gore esportivo
Sapato Side Gore esportivo

Sapatênis

O sapatênis é o mais polêmico dos calçados. Surgiu a partir da evolução do tênis com a utilização do couro em sua fabricação. O que dá um ar de mais arrumado ao calçado, mas ele também não é um sapato social formal.

Eles apareceram ainda mais depois da onda do “casual friday”, ou seja, a adoção por parte de algumas empresas da sexta-feira “casual”, em que os funcionários podem dispensar terno e gravata. Não serve para eventos formais como casamento ou festa. Use em eventos casuais, sem gravata, sem paletó ou camisa social. Ele é um calçado arrumadinho mas não é um sapato social, mas é um coringa pois fica òtimo com um esporte fino casual, casual e totalmente descontraìdo. Deixe o tênis para a academia, para a corridinha, passeios de bicicleta e adote o sapatênis para os outros looks descontraìdos como baladas, churrascos, passeio no shopping, etc.

Sapatênis masculino em couro
Sapatênis masculino em couro
Sapatênis
Sapatênis
Sapatênis em camurça
Sapatênis em camurça
Sapatênis
Sapatênis

Espero que tenha ajudado!!! Beijos e fiquem lindos!!!

Anúncios

9 comentários sobre “HOMEM SOCIAL – Parte I. Sapatos Sociais

  1. Olá, Camila.
    Parabéns pelo seu esclarecedor e muito bem ilustrado e organizado texto.
    Apenas foquei meio confuso para diferenciar o “Monk Strap de uma fivela” (2° lugar do seu ranking) do “Side Gore estilo social” (que só não foi superado pelo “polêmico sapatênis”).
    Quanto ao Monk Strap, vc afirmou ser um sapato formal, ficando em segundo lugar em sua lista. Mas o modelo Side Gore seria “uma adaptação do Mocassim Loafer … embora muitos confundam, ele não é um sapato social formal.”
    Minha dívida está centrada no “sapato preto de uma fivela”, pois uma mesma foto desse calçado serviu para ilustrar os dois itens que ficaram distantes do ranking da sofisticação, tendo como única diferença a legenda por vc utilizada:
    1) Monk Strap de uma fivela; e 2) Sapato Side Gore estilo social.
    Obrigado.

    Curtir

    1. Olá Eduardo! Obrigada pelo teu comentário e ótima observação! Infelizmente houve um erro ao colocar a foto mas já estamos buscando a original para mudá-la.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s