Galochas: O charme dos dias frios e molhados!

Já foi surpreendido alguma vez pela chuva à caminho do trabalho, de uma reunião ou de um evento e acabou molhando os sapatos e os pés??? Acredito que muitos já passaram por essa situação! E quando o frio chega, já sentiu os pés congelando mesmo usando meias grossas com botas ou tênis??? Nao tem quem não se incomode com isto não é verdade? Por isso, hoje vamos falar de Galocha, quem além de super fashion também nos protege dessas mudanças climáticas!

Historia

  • A palavra Galocha vem do francês Galoche que origina-se do latim que significa literalmente “Pé de Madeira”. Originalmente, a Galocha se referia à sapatos que eram feitos com solados de madeira revestidos com couros para se usar no frio ou quando o tempo era muito úmido, mantendo-os  aquecidos e secos. Com a evolução do uso da borracha, a galocha ganhou uma nova cara. Nao se sabe bem ao certo quem foi o inventor mas uma lenda, não confirmada, afirma que um inglês chamado Radley inventou as galochas, ou galoshes em inglês, pois sofria de reumatismo e queria manter os pés secos. Ao ler o texto De Bello Gallico escrito por Júlio César, ele notou uma descrição de um tipo bota mas que na verdade era mais parecida com uma meia de tecido para proteger os sapatos de barro, umidade, a”gallicae”, e decidiu capitalizar a idéia. Ele patenteou a “bota” de tecido reforçados com borracha para manter os pés secos. Mas há também registros de um inventor com o nome de Alvin Longo Rickman , que recebeu uma patente para uma especie de “bota” em 1898. Mas o que se sabe bem é que a nova Galocha parecia-se com um sapato de borracha que se usava por cima do sapato como uma capa protetora e ela ainda é muito comum na Inglaterra em tempos frios e/ou chuvosos e também em épocas de neve. Na Turquia ela é usada temporariamente por cima dos sapatos  ao visitar casas ou escritórios, para proteger os pisos contra a sujeira do lado de fora.

 

 

  • Um segundo modelo de Galocha surgiu no inicio do século 19, quando Arthur Wellesley, 1º Duque de Wellington, do Reino Unido, pediu ao seu sapateiro para modificar a bota Hessian do século 18, que era uma bota de montaria da cavalaria do exercito que tinham um meio salto e bico semi-pontiagudo e cano alto que as tornava práticas para as tropas montadas, pois permitiam o uso fácil de estribos.  Na nova versão do Duque de Wellington elas continuariam sendo de couro mas deveriam ter o salto mais baixo e o cano deveria ser cortado na altura do meio da panturrilha.
    As novas botas utilitárias rapidamente alcançaram os cavalheiros britânicos patriotas ansiosos para imitar seu herói de guerra e esse tipo de bota, ou melhor, de Galocha passou a ser chamada de bota Wellington. Dos campos de batalha elas passaram a serem usados pelos homens da alta sociedade em dias frios e/ou chuvosos como artigo de luxo e continuaram a ser a principal moda para os homens na década de 1840 à 1860.

 

 

Modificações

  • As botas de Wellington eram feitas em couro mas em 1852, Hiram Hutchinson conheceu Charles Goodyear , que acabava de inventar o processo de vulcanização para a borracha natural. Enquanto Goodyear decidiu fabricar pneus, Hutchinson comprou a patente para fabricar calçados e se mudou para a França em 1853.  Em um país onde 95% da população trabalhava em campos com tamancos de madeira como faziam há gerações, a introdução da bota de borracha de tipo Wellington, totalmente impermeável, tornou-se um sucesso imediato: os agricultores poderiam voltar para casa com os pés limpos e secos. Até hoje é muito comum ver quem trabalha no campo usando esse tipo de bota mas ela também foi adotada por outros tipos de trabalhadores.

 

 

  • Na Primeira Guerra Mundial a produção da bota de Wellington foi dramaticamente impulsionada pois era o calçado adequado às condições das trincheiras inundadas e lamacentas da Europa e a North British Rubber Company (agora Hunter Boot Ltd ) foi convidada produzi-las. Eles trabalharam dia e noite para produzir quantidades imensas dessas botas de trincheira. No total, 1.185.036 pares foram feitos para atender às demandas do exército britânico . Na Segunda Guerra Mundial, Hunter Boot foi novamente solicitado a fornecer grandes quantidades das botas mas dessa vez deveriam ir até a coxa pois nos Países Baixos , as forças britânicas estavam trabalhando em condições inundadas.

 

 

Galocha e a Moda

No final da guerra, em 1945, a bota Wellington, ou Galocha, tornou-se popular entre os homens, mulheres e crianças para o uso no inverno ou épocas de chuva e neve. O interessante é que dependendo do país  a Galocha tem um nome diferente. Como vimos, na Inglaterra ela pode ser chamada de Wellington ou também de Hunter  pois a industria Hunter foi uma das principais fabricantes. Nos Estados Unidos são chamadas apenas de Botas de Chuva (Rain Boots). Dependendo da estação do ano, a bota vem com um revestimento removível que ajuda a manter os pés melhor aquecidos. Originalmente a cor era verde mas com mais pessoas usando, principalmente em países onde o frio é rigoroso, ela acabou virando acessório de moda e os fabricante começaram a investir em novas cores e estampas, agradando assim o publico mais fashion.

 

 

Galocha e as Grandes Grifes

Com essa tendencia crescendo, as grandes grifes apostaram na fabricação de modelos mais estilosos e que tivessem a sua cara. Esse o caso da Chanel, Michel Kors, Dolce&Gabbana, Louis Vuitton, entre outros.

 

 

Como Usar:

O uso da Galocha ou Galochas, como preferir, é similar ao do casaco: o uso é somente para externo!

  • Vai passear ao ar livre, em algum parque, bosque, sitio, chácara ou fazenda  e é um dia chuvoso ou um dia muito frio e úmido? – Use galocha!
  • Vai trabalhar com um dia chuvoso e precisa pegar ônibus e/ou metrô? – Use galocha
  • Vai visitar um país que está nevando ou já nevou faz apenas alguns dias? – Use galocha! E de preferencia com forro.
  • Vai passar o dia na rua fazendo serviço de banco ou outras coisas e esta chuvoso ou frio, e vai parar em um Café pra tomar algo quente, não precisa de um outro sapato para entrar nesses locais visto que sua permanência é relativamente rápida visto que transitará muito em área aberta.
  • Vai em um churrasquinho em área aberta em dia frio e/ou chuvoso, também nao precisarà de um outro sapato mas se depois do churrasco decidir ir à um cinema ou dar uma volta no shopping, entao é melhor levar seus sapatos na bolsa.
  • Independente do tanto de tempo que irá usar a galocha, use sempre com meia longa para não machucar os pés e para ajudar aquecer melhor

Mas lembre-se, se for entrar em ambientes fechados e aquecidos, tenha na bolsa um sapato adequado para usar, isso principalmente se estiver indo trabalhar ou estudar!  Mesmo sendo um artigo fashion, a galocha é usada como meio de proteção de situações climáticas e/ou ambientais por isso evite usa-las como botas normais. Embora as cores verde escuro e preto são as mais usadas por serem neutras, existe várias cores e também estampas como animal print, bolinhas, listras, florais, etc. Ao usar Galocha você pode combina-las com o look mas se não, isso não é necessário. Se quiser um look bem fashion, pode-se combinar a Galocha com a cor do guarda-chuva ou capa de chuva.

 

Veja o álbum completo em: http://bit.ly/2tPMtOg

 

Dicas:

  • Visto que a Galocha é usada com meias, quando for comprar uma, leve um par de meias de tênis longos, de preferencia, assim você poderá ver qual ficará confortável. Normalmente, dependendo do modelo, um numero a mais que o seu ficará bom mas para ter certeza leve a meia.

 

Curiosidades

  • A expressão “chato de galocha”, muito popular no Brasil, surgiu graças à galocha original, a que se usava por cima do calçado. As galochas eram muito usadas nos anos 50 e 60 no interior do Brasil, onde em muitos lugares ainda não havia calçadas.  Deste modo, mesmo com condições climatéricas adversas, o chato calçava as suas galochas para importunar outras pessoas. Muitas vezes, o chato entrava na casa das pessoas de galochas, molhando e sujando toda a casa do anfitrião, que com certeza ficava desagradado com tal demonstração de desconsideração. Nos dias de hoje, os chatos de galochas não estão necessariamente calçados com galochas, mas a expressão continua sendo usada para descrever pessoas com atitudes desagradáveis. (Fonte: http://www.significados.com.br)

Aproveite este inverno e alie-se à galocha! Além de se manter quentinha dará ao look um toque totalmente fashion!

Um grande beijo!

Camila Narracci.

 

Veja o álbum completo em: http://bit.ly/2tPMtOg

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s