Vestido Tuxedo e Vestido Blazer: qual a diferença?

Decidi fazer este post porque tenho recebido muitas mensagens através daqui do blog como também pela minha pagina no Facebook para eu falar à respeito do “vestido terninho”. Como “vestido terninho” não existe, o que existe é Terninho e Tailleur, pedi para que me enviassem fotos do tal vestido e para meu espanto cada pessoa me enviava uma foto diferente mas de modelos parecidos aí então entendi onde estava o engano. Os modelos correspondiam ao Vestido Tuxedo, Vestido Blazer, Vestido Casaco e Vestido Trench. Estes 04 modelos são muito parecidos entre si mas cada um possui uma particularidade que os fazem diferentes uns dos outros e hoje falaremos do modelo Tuxedo e Blazer.

 

Vestido Tuxedo

O Tuxedo masculino se originou do Smoking Formal  na Inglaterra na década de 1860 e foi introduzido nos Estados Unidos por volta de 1886. O que difere o Tuxedo de qualquer outro modelo semelhante à ele é o fato de as lapelas serem de cetim, podendo ter abotoamento duplo ou simples. No modelo tipo Smoking os bolsos são embutidos também conhecidos como modelo Jet ou Besom. Já no modelo tipo evoluído os bolsos possuem lapela, também conhecido como modelo Flap. Claro que existe mais diferenças e um outro tipo de Tuxedo que era usado para fumantes, por isso é chamado de Smoking, mas não falaremos disso.

 

Nos anos 90, vestido no modelo Tuxedo de comprimento midi à longo foi uma tendencia forte e muitos estilista o tinha em suas coleções. Depois dos anos 90 o modelo ficou esquecido até que em de 2013 a tendencia voltou, mas não tao forte como nos anos 90. Desde então, é cada vez mais comum vê-lo circulando seja nas passarelas ou nas ruas. Dessa vez o comprimento mais usado vem sendo de curto, como podemos notar em algumas grifes e em algumas celebridades que circulam por aí, mas modelos em comprimento midi ao longo também estão em alta.

 

O vestido Tuxedo, mesmo que longo, não é um vestido formal mas pode ser elegante. De curto à longo, ele favorece qualquer biotipo.

 

Se você quiser reproduzir sua própria peça lembre-se que a característica principal de um vestido Tuxedo, e também seu charme, é a lapela em cetim e o uso de botões revestido com o mesmo cetim da gola.  Também pode-se usar botões de plástico, aqueles redondos tipo meia pérola ou com 04 furos, na cor da peça ou da gola mas nunca botões de metal. Todo modelo que tiver manga deve possuir uma pequena ombreira e usar de 02 à 04 botões. O abotoamento pode ser falso e possuir zíper atrás ou abotoamento parcial que seria ser aberto apenas na parte dos botoes para abotoamento mas com a abertura falsa. O tipo de tecido usado dependerá do clima sendo que os mais leves como seda ou crepe devem ter forro para dar caimento principalmente nas mangas e também pode-se usar um tecido mais pesado como uma lãzinha mas sempre com a lapela de cetim.

Vestido Blazer

Dizem que o Blazer originou-se de uma jaqueta vermelha usada pelos alunos de Cambridge no clube de remo  Lady Margaret Boat Club, fundado em 1825. Depois passou a ser usada por esportistas, nas cores de seu clube, isso incluía esportistas do cricket, velejadores, jogadores de tênis, e também foi adotado como traje para passeios abertos. Mais tarde, os marinheiros também começaram a usar como parte do uniforme e possuíam abotoamento duplo.

O Vestido Blazer pode ter a gola em cetim, como o Tuxedo, mas o botões ou serão de metal, madri-pérola, plástico com 04 furos ou ornamentais ou ainda revestidos mas não com o cetim! Normalmente o abotoamento frontal pode ter de 01 à 06 botões. Pode ser com ou sem mangas, as quais devem ter de 04 à 06 botões, pode ser sem gola, pode ter gola dupla, gola em babado, etc. Pode ter bolsos embutidos ou com lapela mas a unica coisa que um Vestido Blazer não tem é cinto! Sim, se pode usar com cinto mas ele nunca acompanhará um cinto próprio feito do seu tecido e não possuirá passantes. O abotoamento pode também ser falso e ter zíper atrás ou abotoamento parcial. Seu comprimento pode ir do curto ao longo e cada um pode atender à uma ocasião diferente:

  • Curto – é bem informal mas pode ser usado para alguma festa informal, coquetel informal, balada, etc;
  • Médio, Midi e Longuete – pode ser usado para trabalhar, reuniões sociais, para convidada de um casamento diurno, coquetel social, etc;
  • Longo ou Maxi – embora não sendo um traje formal pode ser usado em casamentos à noite ou alguma ocasião que exigem um traje mais elegante.

 

Todos estes modelos acima se referem aos modelos tradicionais mas hoje em dia também encontraremos alguns modelos chamados de vestido Tuxedo ou vestido Blazer mais modernos ou adaptados que podem ter variações como usar amarração transpassada, não ter botões, ou possuir elementos decorativos como caldas longas, barrados vários, e outros adereços, como nos modelos abaixo:

 

Seja qual for seu modelo preferido, tenha certeza que ficará linda, elegante e moderna com qualquer um deles!
No próximo post falarei sobre o Vestido Casaco e o Vestido Trench.
Um super beijo!

Camila Narracci.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s